Cinco atitudes a ter em conta para o bem da sua relação amorosa

Elogiar – todos nós gostamos de elogios. No início de uma relação os elogios são mais frequentes e com a continuidade da relação eles escasseiam. No entanto, a capacidade de elogiar para além de refletir o apreço que temos pela pessoa amada também a prepara para mais facilmente aceitar uma crítica.

Solicitar em vez de criticar – é mais eficaz pedir diretamente á pessoa amada o que precisa que faça do que critica-la pelo que deixou de fazer. A pessoa aceita mais facilmente que lhe seja pedido para ajudar a arrumar a dispensa, do que a critica de que numa ajuda a arrumar.

Disponibilidade para entender – quando duas vidas se juntam numa união de amor, tem de se disponibilizar atenção e compreensão para que esse projeto comum se edifique. A pessoa que escolhemos para partilhar a vida não é um bem adquirido e é necessário mostrar que é merecedora da nossa atenção.

Assumir o compromisso – numa relação a dois existe um compromisso a reger-se pelas regras que ambos instituem em prol de um bem maior, ou seja, a relação ou uma futura família. No caso de uma das partes não ter o hábito de criar ou cumprir compromissos é mais difícil estar preparado para aguentar com alturas de crise. Quem assume o compromisso consegue “estar lá” para a pessoa quando ela mais precisa de ajuda, de carinho, de compreensão, mesmo em situações desagradáveis, não tem tendência para “abandonar o barco”.

Aceitar a diferença – por vezes cai-se na tendência de corrigir constantemente os erros que a pessoa amada comete. Dá-se lugar a uma crítica não se aprecia grande parte das atitudes do outro e não se consegue aceitar tamanha diferença, será mais correto repensar se essa pessoa é a indicada para se estabelecer uma relação de futuro. Esta atitude é preferível a passar maior parte da convivência em reparos constantes que irão destruir aos poucos o sentimento que existe entre ambos.

Dra. Patrícia Mor

Psicóloga & Coach

Foto: pesquisa Google

01mar19